Destino, Aspectos e Invocações: Fate Básico, parte 1.

2015-12-04 14.36.08

Material da resenha de hoje.

Chegou, na sexta passada dia 27/11, o meu pacote com a parte das recompensas do financiamento coletivo do Fate Básico, promovido pela Solar Entretenimento. Eu apoiei com “Veterano Acelerado”, uma versão com desconto do pacote do Veterano, que inclui (já adicionadas as metas extras alcançadas): A versão Impressa do Fate Básico, do Fate Acelerado e dois Encartes coloridos com os Mundos Solares (uma coletânea de cenários produzidos pela própria Solar); um conjunto de quatro dados Fate engravados e uma bolsa para acondicioná-los; e, de lambuja, veio um marca página. Ele também dá direito a uma versão digital de todos os livros e encartes impressos, além dos PDFs dos cenários dos Desafiados pelo Destino.

Esse post é o primeiro de uma série, cujo objetivo é a resenhar os produtos da Solar. Resolvi quebrar essa resenha em partes por dois motivos: para facilitar a organização, evitando textos muito longos, e pelo fato de que a própria Solar está entregando as recompensas de maneira “parcelada”: recebi o Fate Básico, o Acelerado, os dados, a bolsa, o marca página e o Projeto: Memento (que integra os cenários dos Desafiados). Na medida em que eu receber os Mundos Solares e o restante dos cenário digitais eu iriei postando as resenhas.

Essa resenha, especificamente, vai tratar do Fate Acelerado e dos outros acessórios (dados, bolsa e marca página), semana que vem eu falo sobre o Fate Básico. Esse último é bem volumoso e precisa de uma dedicação maior para que eu lê-lo de capa-a-capa.

2015-12-04 14.40.56

Palhinha do Fate Acelerado.

Sobre a qualidade do material em geral: eu fui positivamente surpreendido. Tudo, especialmente os acessórios, parece bem durável e o acabamento é muito bom. Falando mais do livreto do Fate Acelerado: o papel é de ótima qualidade, a impressão ficou muito boa e nítida. As ilustrações não ficaram escuras, como nas primeiras versões digitais, e todas saíram limpas, sem borrões ou coisa do tipo. Eu, pessoalmente, não gostei muito delas: tirando as que ilustram o mundo do Dandarion e outra bem específicas, eu achei as ilustrações pouco marcantes.

Os dados são muito bons: pesados e bem cortados, não deixando nada a dever pros próprios dados oficiais da Evil Hat. As faces também foram bem gravadas, apesar de estarem um pouco descentralizadas. Nada, obviamente, que prejudique o uso deles. A bolsa dos dados também é bem legal: o nome foi impresso e ficou bem bonito. A cor é azul, combinando com a identidade visual do resto do material. E, apesar dela aparentar sem pequena, cabe bastante coisa: couberam todos os meus 28 dados Fate e ainda sobrou um pouco de espaço! Ou seja, da pra carregar dados o suficiente para uma mesa de até uns 6-8 jogadores e cada um ter sua própria quadra de dados. O único defeito dela é a “fechadura”: ela precisa de um nó para que os dados não caiam, ao contrário das bolsas tradicionais, que usam uma costura que permite o fechamento total sem nós.

O único material que desapontou foi o marca-página. E não o fez por qualidade do material, que está impecável e com  um ilustração bem legal de uma personagem do Fate Básico (o meu ao menos). O problema foi eles terem suprimido uma das informações que o original traz: o resumo que descreve as quatro ações. Como ele foi pensado para servir como uma colinha, uma ajuda para personagens iniciantes (além, claro, de marcar as páginas importante do Fate Básico) essa supressão deixou ele bem menos útil. Afinal, ainda que ele traga o que significam os resultados das ações, a escala e como funcionam as invocações e as “forçadas”, ele não diz o essencial: aquilo que a personagem pode fazer.

2015-12-04 14.42.35

Marca-página sem a coluna explicando as ações.

Agora, voltando para falar do Fate Acelerado (FAE, daqui pra frente), explorando as regras e a tradução – ao invés de só a qualidade do material. O sistema do FAE é muito interessante: é uma simplificação do Fate, mas sem perder o potencial de complexidade. É uma simplificação por trocar as 18 perícias do Fate por 6 abordagens, facilitando muito a escolha dos jogadores e a composição das personagens. Também, por permitir que todas as abordagens realizem as 4 ações, simplifica a construção de façanhas – que basicamente dão um bônus de +2 para realizar uma ação específica, com uma abordagem numa circunstância especial.

Mas, por manter toda a estrutura de aspectos, façanhas e ações do Fate Básico é bem possível adicionar bastante complexidade, criando um sistema muito mais focado no que o narrador e os jogadores querem explorar, como faz o War of Ashes e o Jadepunk, por exemplo. Outra prova de que o FAE não precisa perder em complexidade para o Fate Básico é a maneira como ele usa a linguagem, como argumenta o Ryan Macklin: as abordagens são advérbios, marcando como se faz uma determinada coisa e não o que se faz. Assim, abre-se uma gama muito maior de inventividade para os jogadores e narradores explorarem as resoluções de conflito: será possível abrir uma porta estilosamente? Ou atacar cuidadosamente? Por que sim? ou por que não? É um jogo que explicita a dependência dos RPG na linguagem utilizada pelo jogo para explicar suas regras.

2015-12-04 14.41.46

Mais FAE

Esse ponto me leva a minha crítica ao livro: a tradução das abordagens.

Antes de entrar no mérito da tradução eu gostaria de fazer mais algumas considerações sobre a linguagem no Fate Acelerado. Eu sei que nós no Brasil (e acho que lusófonos em geral) não usamos muito os advérbios para indicar modo no dia-a-dia, usamo-os mais para indicar tempo (anteriormente, primeiramente e etc). Isso já é uma barreira bem complicada de se superar. No original a escolha das abordagens passou por uma criteriosa seleção, com uma preocupação grande da equipe da Evil Hat em garantir a intuitividade do jogo, sendo isso uma parte importante do processo de simplificação do FAE.

Isso significa que as expressões originais (“Quick”, “Forceful”, “Sneaky”, “Flashy”, “Clever” e “Careful”) não só são de uso corrente enquanto adjetivos (que é como as expressões são listadas na ficha), mas também na sua forma de advérbios, que é a maneira como é recomendado o uso durante o jogo, seguindo a formula de declaração de ações. Assim, para um anglófono faz todo o sentido usar aquela formula padrão sem nenhuma reserva: já é algo comum usar expressões como “fazer ‘x’ flashily, quickly, forcefully, cleverly, sneakly ou carefully”. E é nesse uso corrente que mora a grande simplificação operada pelo FAE.

2015-12-04 19.16.21

Tamanho do FAE, essa tripinha azul, em comparação com o Básico e o Formatinho (A5) da Redbox.

O problema da tradução da Solar foi não ter mantido essa simetria, de escolha de palavras que soem bem enquanto adjetivos e advérbios em todas as abordagens. Traduzir “forceful” por “poderoso” e “quick” por “ágil”  torna o processo de usar as abordagens como advérbios contra-intuitivo: o que é executar algo poderosamente? Ou agilmente? Talvez teria sido melhor traduzir “forceful” por “enérgico”, já que fazer coisa “energicamente” é algo intuitivo. Ou se resignar a usar um adjetivo como “rápido”, que é bem menos fiel ao “quick” que “ágil”, mas tem uma forma adverbial (“rapidamente”) bem mais intuitiva que a escolhida.

Eu não digo que essas questões são fáceis ou que os tradutores e os revisores não tenham discutido isso com profundidade antes de fecharem os termos. Só que, infelizmente, a tradução das abordagens pecou um pouco nesse sentido e acabou tornando o FAE menos intuitivo, menos simples.

Fora essa questão, porém, a tradução é boa: a linguagem é fluída, não existem muitos erros de português ou frases esquisitas.

E aí, que tipo de aventuras dramáticas, cheias de ação e aventuras você vai jogar com sua mesa?

 

2 comentários sobre “Destino, Aspectos e Invocações: Fate Básico, parte 1.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s